Atraso nas obras no posto da GNR de Coruche leva PSD a questionar Ministro da Administração Interna

Atraso nas obras no posto da GNR de Coruche leva PSD a questionar Ministro da Administração Interna

4 de Dezembro, 2019 Não Por João Dinis

O atraso nas obras no posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Coruche, anunciadas em 2017 e previstas para 2018, levou os deputados Sónia Ferreira, João Moura e Isaura Morais, eleitos pelo PSD no círculo eleitoral de Santarém, a remeterem ao Ministro da Administração Interna um conjunto de questões, tendo em vista a resolução de um problema que se agrava dia após dia.

Neste momento, o posto da GNR de Coruche sofre de graves infiltrações de água, que muitas vezes provocam curto circuitos, a que têm valido a pronta intervenção dos militares, bem como o telhado corre sérios riscos, além das precárias condições das casernas e camaratas bem como a água dos balneários que se infiltra no rés-do-chão e paredes.

De acordo com o documento que o PSD remeteu ao Ministro da tutela, as obras foram anunciadas em 2017, prevendo-se nessa altura que as mesmas viessem a decorrer durante o ano 2018, num investimento de cerca de meio milhão de euros, sem que até agora nada tenha acontecido.

Em 2018 o Ministério da Administração Interna anunciou ainda que tinha sido contemplados na Lei de Programação de Infraestruturas e Equipamentos das Forças e Serviços de Segurança, um conjunto de intervenções no distrito de Santarém, onde se incluíam novas instalações para os postos territoriais da GNR de Benavente e Alpiarça, onde estavam também incluídas as obras de reabilitação no Destacamento Territorial da GNR de Coruche.

Nesse sentido, os deputados do PSD questionam o Ministro Eduardo Cabrita, para quando estão previstas as obras no posto da GNR de Coruche, que medidas estão previstas para minorar os impactos com o atraso das obras bem como quando prevê este que se inicie a construção dos novos postos de Benavente e Alpiarça.