DGS alerta para a falta de segurança do tabaco aquecido

DGS alerta para a falta de segurança do tabaco aquecido

5 de Dezembro, 2019 Não Por Redacção

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) e  o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), emitiram esta quinta-feira, 5 de Dezembro, um comunicado alertando para os riscos para a saúde que os fumadores do tabaco aquecido podem correr.

Este alerta, surge depois de detectados alguns casos de doença pulmonar grave, nos Estados Unidos, incluindo mortes, associados à utilização de cigarros electrónicos.

Não existem cigarros electrónicos nem produtos de tabaco seguros, nomeadamente tabaco aquecido. Apresentam riscos para a saúde e não devem ser consumidos’, alertam as entidades, nomeadamente, ‘o uso de cigarros electrónicos, particularmente os que têm líquidos contendo canabidiol e outros derivados de canábis, acetato de vitamina E e diacetil’, ligados a vários dos problemas de saúde pulmonar registados nos Estados Unidos.

A DGS alerta ainda para a utilização de cigarros electrónicos por parte de jovens e mulheres grávidas, independentemente de estes conterem ou não nicotina, salientando ainda que os cigarros não deverão ser modificados.

Os adultos que usam cigarros electrónicos para deixar de fumar não devem voltar a fumar. Devem avaliar todos os riscos e benefícios e considerar a utilização de terapêuticas de substituição de nicotina aprovadas pelo Infarmed, ou procurar apoio junto do seu médico ou de uma consulta de apoio à cessação tabágica’, conclui o comunicado.