Eleitos de Benavente pedem reforço de militares nos postos da GNR do concelho de Benavente

Eleitos de Benavente pedem reforço de militares nos postos da GNR do concelho de Benavente

30 de Junho, 2020 Não Por João Dinis

Os eleitos da Assembleia Municipal de Benavente, aprovaram esta segunda-feira, uma Moção onde demonstram a sua preocupação com a falta de efectivos verificada nos Postos da Guarda Nacional Republicana (GNR), do concelho de Benavente, nomeadamente Benavente e Samora Correia.

De acordo com os deputados das bancadas da CDU e PSD que apresentaram e aprovaram a moção, que contou com a abstenção da bancada do PS, a falta de efectivos verificada nos postos de GNR pode afectar a segurança dos cidadãos do concelho, como foi o caso dos acontecimentos recentes verificados numa unidade hoteleira da Vila de Benavente, onde um empresário acabou agredido por um grupo de etnia cigana.

Em cada um dos postos existem ao serviço cerca de 22 militares, número que se tem revelado manifestamente baixo, tendo em conta todo o serviço administrativo que os mesmos têm que desenvolver, não sobrando assim tempo para as patrulhas de visibilidade.

Com esta moção os eleitos pretenderam assim demonstrar a sua preocupação pela falta de efectivos da GNR; demonstrar o seu reconhecimento e solidariedade com os militares que servem os postos do concelho de Benavente, que apresar das dificuldades apresentadas, inerentes ao reduzido número de efectivos, garantem a segurança das populações e exigir às autoridades competentes, nomeadamente o Ministério da Administração Interna e Comando Geral da Guarda Nacional Republicana o reforço urgente do número de efectivos alocados em cada posto do concelho.

A moção será agora remetida ao Ministério da Administração Interna, Comando Geral da Guarda Nacional Republicana, ao Destacamento Territorial da GNR de Coruche, aos postos territoriais da GNR de Benavente e Samora Correia e a todos os partidos com assento parlamentar.