“Estamos muito satisfeitos com a edição deste ano da revista Magos”, refere Presidente da Câmara após apresentar revista dedicada ao Centenário da Praça de Touros de Salvaterra de Magos (Com Fotos)

“Estamos muito satisfeitos com a edição deste ano da revista Magos”, refere Presidente da Câmara após apresentar revista dedicada ao Centenário da Praça de Touros de Salvaterra de Magos (Com Fotos)

14 de Setembro, 2020 Não Por João Dinis

Foi apresentada durante a edição 2020 das Jornadas de Cultura de Salvaterra de Magos, que decorreram no fim-de-semana passado, a edição anual da Revista “Magos”, este ano dedicada ao Centenário da Praça de Touros de Salvaterra de Magos.

Durante a apresentação na Praça da República, ao ar livre e cumprindo todas as normas de higiene e afastamento social, foram oradores o Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Esménio, o historiador e autor de grande parte dos textos da edição, Roberto Caneira, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia, João Oliveira e Sousa e o jornalista taurino, João Queiroz.

De entre todos, destaque-se a unanimidade com que abordaram a importância deste centenário, ainda que muitas iniciativas programadas tiveram que ser alteradas ou adiadas, tendo em conta a pandemia da Covid-19 e as exigências que nos veio trazer.

A revista “Magos”, que tem uma edição em papel e outra on-line, é neste número mais que uma revista, um verdadeiro documento histórico sobre a tauromaquia no concelho de Salvaterra de Magos, pois além de referir a história da Praça, desde a sua construção aos dias de hoje, aborda também a história da tauromaquia em Salvaterra de Magos, os seus toureiros, as suas ganadarias e muitos detalhes históricos e de importância.

No final da apresentação, o Notícias do Sorraia falou com Hélder Esménio, Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, que nos referiu que este foi o culminar de um projecto, que em virtude da pandemia que vivemos terá continuidade em 2021.

“Nós começamos o projecto do centenário (da Praça de Touros), conforme tínhamos planeado com a Santa Casa da Misericórdia, em Março, com o Mês da Enguia, com a exposição dos 20 anos de alternativa da Ana Batista, na Falcoaria Real, um palco nobre que temos, e tínhamos programado um conjunto de iniciativas, que vimos agora concretizar”, refere o autarca, esclarecendo que “apenas foram adiadas para o próximo ano, esperemos, a questão das corridas de touros que estavam também aprazadas para o ano 2020 e que a pandemia travou.

Sobre a revista “Magos” e o seu conteúdo final, Hélder Esménio afirmou que “estamos muito satisfeitos por ter desenvolvido este projecto, que além de assinalar uma data importante, para quem é do Ribatejo e para quem ama e gosta destas tradições e os costumes das gentes do concelho de Salvaterra de Magos, é ao mesmo tempo um documento histórico, que estudou e registou em livro para memória futura e que pode sempre ser um documento de trabalho para outros documentos que venham a seguir, em que figura não só a história da própria praça, mas também todos aqueles que por lá passaram e fizeram a história da tauromaquia em Portugal também…

Questionado por nós sobre algumas críticas que surgiram, sobretudo nas redes sociais sobre o apoio dado à tauromaquia pela autarquia, ou por as iniciativas não serem do agrado de todos os aficionados, Hélder Esménio desvaloriza, referindo que “as criticas fazem parte da vida…”, “agora ter críticas de aficionados porque a exposição lhe faltou um nome, quando a exposição que temos na biblioteca é apenas uma pequena gota que antecipava a publicação deste livro, quando essas críticas poderia ser feitas contribuindo com imagens, com textos, com documentos históricos que nos permitissem melhorar o documento que hoje apresentamos, nós estamos plenamente de acordo, são críticas construtivas”, concluindo ainda lamentando que haja quem continue a“dizer mal, por dizer, nas redes sociais”, algo que “faz parte da nossa vida moderna e temos que nos aguentar com ela e reagir positivamente, que é continuar a trabalhar e a estudar para perpectuar a história e as tradições deste povo…