Fio a Prumo  Um Mundo assim…

Fio a Prumo <> Um Mundo assim…

17 de Abril, 2020 Não Por Redacção

Da manhã para a noite.

Calaram-se vozes costumeiras das que nos enjoam…

Desbolou-se o planeta, e nem às de “trapo” se joga.

Palavras que nos enchiam ouvidos e moleirinha, deram lugar a uma só.

Preocupações e incertezas, muitas, que não cabem no espaço do poiso dos humanos.

Ceifadas tem sido vidas, a esmo, sem escolha possível.

Vidas alteradas de uma maneira abrupta e completamente inimaginável.

Confinados, é o estado quase geral.

Mas há uns de nós que lutam heroicamente para que tudo isto não se desfaça.

No decorrer da guerra e sem o som das bombas porque elas existem sim ma são silenciosas, espreitam os oportunistas.~

De estirpes várias, como o “bicho”, e para todos os gostos.

Os que sempre lucram porque os escrúpulos não vieram associados ao “Corona”.

Vão ficar podres, de moeda e de moral que não têm.

Enquanto os outros, que são a esmagadora maioria, vivem angústias e incertezas.

Remédio? Não vejo outro, que não seja paciência resiliência e se possível um pouco de solidariedade

Se todos juntarmos um milímetro de preocupação com o outro ganharemos a guerra.

Alguém “castigará” os bandidos.

O “cá se fazem cá se pagam” s calhar não é assim tão descabido.

Tenho cá para mim uma “ideia”:

A Natureza não consentirá que o insignificante ser que é o humano estrague tudo só porque sim.

Tenha o atrevido a cor que tiver, mesmo a amarela.