GNR destrói “searas” de cannabis em Almeirim e Salvaterra de Magos na maior apreensão feita em Portugal (Com Vídeo)

15 de Setembro, 2020 Não Por Redacção

Uma investigação levada a cabo pela Guarda Nacional Republicana (GNR) de Almeirim, por crime de extorsão, que durava há cerca de um mês, levou os militares da Guarda a apurarem que os suspeitos estavam ligados a outras ações ilícitas, como a plantação, cultivo e venda das plantas de cannabis, culminando esta segunda-feira, 14 de Setembro, na maior apreensão alguma vez feita em Portugal e a uma das maiores na Europa.

Depois de no passado dia 1 de Setembro a GNR ter detido um homem de 35 anos e constituído arguido outro, de 50, por tráfico de estupefacientes, esta segunda-feira, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em duas empresas detentoras de terrenos agrícolas e estufas, tendo sido apreendido, aproximadamente 23 000 pés de plantas cannabis com um peso de 14 toneladas; 17 sacos de sementes de cannabis num total de 91 quilos; oito recipientes com material de cultivo e fertilizantes; dois rolos de rede plástica para secagem de plantas; um telemóvel; um computador portátil; um atomizador mecânico para aplicar produtos fito farmacêuticos; um conjunto de rega e um distribuidor de adubos.

Esta operação foi desenvolvida nos concelhos de Almeirim e Salvaterra de Magos, tendo sido empenhados militares do Posto Territorial de Almeirim, do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Santarém, da Secção de Informações e Investigação Criminal (SIIC), do Destacamento de Intervenção (DI), do Destacamento Trânsito (DT) e do Pelotão de Apoio de Serviços, contando ainda com o reforço da Unidade de Apoio Geral da GNR.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Santarém, onde o processo seguirá agora os trâmites legais.


Imagens: Direitos Reservados / GNR