Homem morre atropelado por camião depois de se despistar contra javali (Com Fotos)

Homem morre atropelado por camião depois de se despistar contra javali (Com Fotos)

14 de Outubro, 2020 Não Por João Dinis

António Manuel Vicente, um professor de 59 anos de idade, residente em Abrã, no concelho de Santarém, morreu esta madrugada atropelado por um camião, depois de se despistar contra um javali, ao quilómetro 104 da Estrada Nacional 114, entre as localidades de Agolada e Caneira, no concelho de Coruche.

De acordo com relatos no local, o homem, que viajava numa mota de alta cilindrada no sentido Coruche – Santarém, terá embatido num javali de médias dimensões, que acabou também por morrer, caindo e ficando imobilizado na faixa contrária, a cerca de 200 metros da mota, onde viria a ser mortalmente atropelado por uma viatura pesada de mercadorias, cujo motorista não se apercebeu da presença do homem na faixa de rodagem.

De acordo com o irmão do motorista do pesado de mercadorias, este não se terá apercebido da presença do motociclista na estrada, uma vez que a via é bastante escura e o homem não se encontrava sinalizado, ou com material reflector, não conseguindo assim evitar o embate fatal e que deixou a vítima bastante desfigurada.
Dado o seu estado de nervosismo e choque pelo sucedido, o motorista do pesado de mercadorias, que transportava produtos alimentares, foi também transportado ao Hospital Distrital de Santarém.

O alerta foi dado pelas 00.45 horas, desta quarta-feira, 14 de Outubro, e para o local foram mobilizados os Bombeiros Municipais de Coruche, com 8 operacionais, apoiados por 3 viaturas, a Guarda Nacional Republicana, com 7 operacionais e 3 viaturas e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital Distrital de Santarém, que confirmou o óbito.

O Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) da Guarda Nacional Republicana, foi também chamado ao local e investiga agora as causas da ocorrência.

A via esteve cortada durante grande parte da madrugada, para socorro às vítimas e investigação do NICAV, sendo reaberta cerca das 5 horas da madrugada, após a limpeza da via e remoção das viaturas acidentadas.