Montado de Sobro e Cortiça certifica mais sete empresas de produtos do montado (Com Fotos)

Montado de Sobro e Cortiça certifica mais sete empresas de produtos do montado (Com Fotos)

14 de Fevereiro, 2020 Não Por João Dinis

A marca “Montado de Sobro e Cortiça”, no âmbito da EEC PROVERE “Montado de Sobro e Cortiça”, da responsabilidade da Câmara Municipal de Coruche, assinou esta sexta-feira, 14 de Fevereiro, os primeiros sete protocolos de parceria, com sete empresas dos ramos do artesanato, bebidas espirituosas, mel, malas e produtos de marroquinaria e restauração.

Foram assinados protocolos com Artifícios, Black Pig Gin, Entre Meios, Jacinto Rodrigues, Juncus, Montado e Sabores de Coruche, que podem agora ostentar a marca “Montado de Sobro e Cortiça”, certificando os seus produtos e serviços, como oriundos dos territórios corticeiros.

Esta marca pretende crescer e incluir todos aqueles que, de alguma forma, contribuam para o crescimento económico ou para o desenvolvimento do território do Montado de Sobro e Cortiça, como parte integrante da mesma.

Todos os produtores ou prestadores de serviços que criem/utilizem produtos endógenos do Montado de Sobro e Cortiça ou que valorizem os recursos do espaço natural do montado e que pertençam ao território de intervenção podem aderir à marca, sendo que essa adesão traz várias vantagens, tais como a utilização do selo da marca, a participação em ações de promoção da região e o acesso a contactos de outros parceiros.

Francisco Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Coruche, estava bastante entusiasmado com mais esta adesão de sete empresas à marca promovida pelo seu município e nesse sentido salienta que, “nós lançamos esta marca sensivelmente há ano e meio, na nossa FICOR, esta marca “Montado de Sobro” está dentro de um projecto maior que é o PROVERE, que é a eficiência colectiva do Provere que abrange parceiros públicos, ou seja, Câmaras Municipais, mas também parceiros privados, entidades, associações de produtores, empresas do sector, no sentido de promover o nosso território, promover os territórios que têm na sua identidade o montado de sobro, são produtores ou transformadores de cortiça”, acrescentando que o que o município pretende com a marca “Montado de Sobro e Cortiça”, é “de certa forma certificar aquilo que são os produtos do montado, sejam eles produtos relacionados com o mel, o artesanato, o alojamento local, a restauração, com o gin, conforme podemos ver aqui na assinatura deste contrato, desta marca de gin do Alentejo e que tem uma divulgação internacional, de acordo com aquilo que foram as palavras aqui do proprietário desta empresa. Isto significa dizer esta marca está a nascer em Coruche e nestes territórios, para o Mundo, para validar e certificar um pouco todos estes produtos que são criados nestas áreas.”

Estes não são os primeiros, estes são a continuidade de outros que já assinamos com outros promotores e outras áreas de actividade económica, mas que visa fundamentalmente dar mais valor e valorizar aquilo que são os produtos autóctones locais, sejam eles relacionados com áreas do artesanato, áreas da alimentação, do alojamento local, áreas turísticas, todas as que tiverem de facto a sua componente de actividade relacionada com o montado, podem aderir a esta marca, não tem custos aderir à marca, no fundo a marca é um selo e esse selo é um selo de garantia que de facto o produto teve a sua origem no montado”, esclarece o autarca coruchense.

Além de terem a marca certifica, os empresários podem também através do programa ter apoios económicos, facto que o Presidente da Câmara de Coruche distingue, “ para além do selo de certificação do produto do montado, podem de facto associar-se ao programa Provere e havendo abertura para linhas de financiamento dentro da sua área de actividade podem concorrer, eu diria que é uma via verde para poderem também aceder a fundos comunitários para as suas áreas de actividades, porque claramente isto é um programa comunitário, tem fundos comunitários, o Provere e portanto aqueles que aderirem no âmbito do Provere a esta marca, “Montado de Sobro e Cortiça”, acabam por estar mais preparados também para se podem candidatar aquilo que sejam financiamentos comunitários em cada uma das suas áreas…