‘2020 será um ano de investimento na Educação, na Acção Social e nas Famílias’… ‘temos como prioridades a aposta na eficiência energética, o apoio ao comércio e a captação de investimento…’, anuncia Francisco Oliveira sobre Orçamento da Câmara de Coruche

7 Novembro 2019, 22:35 Não Por João Dinis

A Câmara Municipal de Coruche, apresentou oficialmente o seu orçamento, para o ano 2020, e para o seu Presidente, Francisco Oliveira, ‘2020 será um ano de investimento na Educação, na Acção Social e nas Famílias, através do reforço das bolsas de estudo, que passam de 45 para 53 e de políticas de criação de emprego’, salientando ainda que ‘além disso, temos como prioridades a aposta na eficiência energética, o apoio ao comércio e a captação de investimento’.

Com um orçamento de 27.6 Milhões de euros, onde mais de 11 Milhões são de investimento público com vista à remodelação e reconstrução de infraestruturas e vias públicas e à continuidade das políticas sociais e de criação de emprego levadas a cabo pelo executivo, destaca o município.

Como prioridade os investimentos públicos, com recurso a financiamento comunitário, integrados no PEDU (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano), entre os quais a aposta na promoção da mobilidade sustentável, que inclui a execução da segunda fase da ciclovia da EN 119 – Troço Montinho do Brito/Erra e a adopção de medidas destinadas a melhorar o ambiente urbano, destacando-se as intervenções de requalificação do espaço público da frente ribeirinha, nomeadamente o Jardim 25 de Abril e Largo João Felício e a requalificação do Centro Histórico de Coruche.

No âmbito da concessão de apoio à requalificação física, económica e social das comunidades desfavorecidas, o Município de Coruche salienta o forte investimento de reabilitação e requalificação do Edificado e do Espaço Público dos Bairros da Liberdade e 23 de Junho no Couço.

Em 2020 pretende-se, ainda, implementar o projecto de mobilidade e requalificação paisagística da Calçadinha e apostar fortemente na eficiência energética, prevendo concluir o projecto de eficiência energética na iluminação pública, ficando o concelho coberto em mais de 90% com tecnologia led eficiente.

No que concerne à eficiência energética em edifícios, a autarquia irá implementar medidas nos equipamentos com maiores gastos, nomeadamente o Museu Municipal, o Pavilhão Desportivo Municipal e as Piscinas Municipais.

Na estratégia do Município para a captação de investimento destaca-se a implementação do Parque Empresarial do Sorraia e a criação da Incubadora de Empresas para acolhimento empresarial. Para além destes projectos de maior dimensão, haverá ainda um reforço, em 2020, nos apoios ao comércio, através do programa Lojas com Gente.

As taxas e impostos municipais a pagar no próximo ano manter-se-ão.
A taxa de participação variável em Imposto Sobre Rendimentos Singulares (IRS) vai manter-se nos 3%, o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) nos 0,34% e a taxa de Derrama nos 0,5% para o volume de negócios até 150 mil euros e 1% para os negócios com volume superior a 150 mil euros. O IMI Familiar, uma medida prosseguida pelo Município, prevê uma redução do imposto municipal sobre imóveis nos prédios urbanos destinados a habitação própria e permanente, atendendo ao número de dependentes a cargo.