Agravamento das condições climatéricas prolonga alertas da Protecção Civil por 48 horas

Agravamento das condições climatéricas prolonga alertas da Protecção Civil por 48 horas

14 Novembro 2019, 17:32 Não Por Redacção

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, prolongou por 48 horas, o estado de alerta, provocado pelo agravamento das condições meteorológicas, nomeadamente, períodos de chuva ou aguaceiros, que poderão ser de granizo e acompanhados de trovoada no Norte e Centro; Vento forte do quadrante oeste com rajadas até 85 km/ no Norte e Centro e forte nas terras altas, com rajadas até 95 km/h, podendo chegar até 110 km/h nos pontos mais altos da Serra da Estrela, nas terras altas do Sul, com rajadas até 75 km/h; Queda de neve acima de 1000/1200 metros de altitude, podendo acumular entre 5 e 10 cm nas regiões norte e centro, descendo a cota temporariamente para 800 metros no extremo norte, onde poderá acumular 10 cm (por exemplo em Montalegre e no Gerês) e Agitação marítima na costa ocidental com ondas de noroeste com 5 a 7 metros de altura significativa, na costa ocidental, podendo atingir 15 a 16 de altura máxima ao final do dia de amanhã, a norte do cabo Raso. Na costa ocidental a sul do cabo Raso, ondas de noroeste até 6 metros de altura significativa podendo atingir 12 metros de altura máxima até ao início da manhã de sexta-feira.

Nesse sentido é expectável a ocorrência de inundações, queda de árvores e arrancamento de estruturas e um agravamento das condições para a condução de viaturas, pelo que a  Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil alerta para que os cidadãos tomem medidas preventivas, no sentido de evitar as ocorrências que possam advir das situações climatéricas registadas em Portugal.