Águas do Ribatejo aprova medidas de apoio a famílias e empresas afectadas pelo covid-19

30 Março 2020, 20:17 Não Por Redacção

A empresa Águas do Ribatejo, fornecedora de água da rede pública nos concelhos de Almeirim, Alpiarça. Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Torres Novas, anunciou que após reunião dos Presidentes das respectivas Câmaras Municipais, aprovou um conjunto de medidas para apoiar as populações e empresas afectadas pela pandemia do coronavírus.

Assim, neste momento difícil, e com base no espírito de solidariedade e de responsabilidade social que têm sido pilares fundamentais na vida da Águas do Ribatejo, entendemos ser nosso dever apoiar aqueles que mais precisam, mitigando os impactos decorrentes da situação actual”, salienta a empresa, que refere ainda que as medidas aprovadas vão ter na empresa um impacto financeiro a rondar os 500 mil euros, nos próximos três meses.

Para as famílias cujo rendimento tenha sofrido uma redução acentuada e que, por esse facto, se encontrem em situação de vulnerabilidade económico-financeira, será concedida uma isenção (total ou parcial) das tarifas fixas de abastecimento de água e de saneamento, sendo que para as empresas que, por imposição legal, se viram obrigadas a encerrar ou a reduzir significativamente a sua actividade, poderão beneficiar da isenção das tarifas fixas de água e saneamento.

Também as instituições privadas de beneficência, culturais, desportivas, sem fins lucrativos e outras de interesse público, irá existir um apoio, que se traduzirá na isenção das tarifas fixas de água e saneamento.

De acordo com a empresa, “estas medidas excecionais, para apoiar os mais afetados por esta pandemia de COVID-19 e pelos constrangimentos decorrentes do Estado de Emergência, representam um esforço significativo por parte da empresa, e poderão vir a implicar um ajustamento dos planos, nomeadamente em termos dos investimentos previstos para este ano.

Os Presidentes das autarquias que compõem a empresa pública de distribuição de água salientam ainda que “estas medidas poderão vir a juntar-se outras, no âmbito dos Resíduos Sólidos Urbanos, que carecem ainda de discussão nas respectivas Câmaras Municipais.”