Bombeiro de Coruche é apanhado a conduzir ambulância com álcool no sangue e pode vir a ser expulso da corporação

Bombeiro de Coruche é apanhado a conduzir ambulância com álcool no sangue e pode vir a ser expulso da corporação

31 Dezembro 2019, 14:56 Não Por João Dinis

Um bombeiro do corpo de Bombeiros Municipais de Coruche, foi apanhado pela GNR de Coruche a conduzir uma ambulância em missão de socorro com um comportamento erróneo, que mais tarde se viria a confirmar ser motivado por uma taxa de 1,9 gramas de álcool por litro no sangue.

A patrulha da GNR que se encontrava a realizar uma operação de fiscalização à saída da vila de Coruche, no passado domingo, 29 de Dezembro, detectou o comportamento suspeito da viatura, que seguia em marcha de urgência, tendo de imediado dado ordem de paragem à viatura, que havia sido accionada para socorrer um acidente de viação, que não se viria a confirmar.
Após a primeira abordagem, em que se registou a taxa de álcool, o bombeiro foi prontamente detido pelos militares e conduzido ao posto Territorial da GNR de Coruche.

Neste momento, o operacional de 32 anos de idade, encontra-se suspenso de funções, bem como impedido de conduzir, por ordem judicial.

Neste momento, de acordo com o que o Noticias do Sorraia apurou, decorre já um processo de inquerito, que poderá culminar com a expulsão do operacional da corporação.
Este bombeiro, tem já um histórico de processos, sobretudo por comportamentos erróneos e desobediências, que podem agora agravar a sua situação.

Luís Fonseca, comandante dos Bombeiros Municipais de Coruche salienta-nos que esta é uma situação isolada, que em nada se reflecte no comportamento geral da corporação, garantindo ainda que tudo irá fazer, para que mais nenhum caso semelhante venha a ocorrer.

Sobre o caso em concreto, Luis Fonseca apenas confirma a existência do processo sobre o operacional, não adiantando para já mais pormenores.