Coruche com orçamento de 32 Milhões de euros para 2021

26 Novembro 2020, 9:59 Não Por João Dinis

A Câmara Municipal de Coruche aprovou esta quarta-feira, o seu orçamento para o ano 2021, que ascenderá a 32 Milhões de euros, anunciou Francisco Oliveira, Presidente da autarquia coruchense.

O orçamento para o próximo ano, superior e mais 5 milhões de euros que o de 2020, que contempla um plano plurianual de investimentos a cinco anos, foi elaborado pela autarquia, depois de ouvir as propostas das Juntas de Freguesia e dos partidos políticos com representação municipal, com destaque para 191 propostas apresentadas pela bancada da CDU, que segundo Francisco Oliveira (PS) estão 75% contempladas na planificação do executivo municipal.

Além de uma componente de investimento, de onde se destacam, a construção do Centro Cultural de Coruche, num investimento de 4 Milhões de euros, uma Pista de Atletismo, uma Estrutura Residencial Para Idosos na Fajarda e o início ou conclusão de obras já anunciadas e apresentadas, o autarca deu grande ênfase à componente social do orçamento para o próximo ano.

Relembrando que estamos a viver uma pandemia que irá agravar as condições financeiras e os rendimentos das famílias, sobretudo das mais vulneráveis e desfavorecidas, a Câmara Municipal guardou uma significativa fatia do orçamento para fazer face a eventuais necessidades que venham a surgir durante o próximo ano, além de apostar em programas de fixação de população e criar um incentivo à natalidade.

Além do apoio a instituições, associações, cultura e desporto, o município de Coruche conta também com um reforço financeiro em programas de apoio à criação de emprego, apoio a pequenas e médias empresas e ao comércio local, em todas as suas vertentes.

Nas suas intervenções os vereadores do executivo destacaram todas as obras e intervenções que têm sido realizadas nos últimos três anos, em áreas tão vastas como as obras públicas ou apoios sociais, sobretudo neste ano, em que a pandemia da Covid-19 mostrou fragilidades que até aqui não eram conhecidas, a que o município teve que dar uma resposta rápida e eficaz.

Por sua vez, os vereadores da oposição, nomeadamente a bancada da CDU, relembrou a necessidade urgente em fixar população no concelho de Coruche, invertendo assim a tendência dos últimos anos, bem como a necessidade de executar e concluir as obras anunciadas, salientando que “é necessário mudar de estratégia para o bem da população”, sendo esse o motivo pelo qual votaram contra o Orçamento proposto.

A vereadora social-democrata referiu que estamos a viver um período difícil e bastante diferente, e que se iria abster dando o benefício da dúvida pela situação causada pela pandemia.

No final o orçamento foi aprovado com quatro votos a favor do executivo PS, uma abstenção do PSD e dois votos contra da CDU.