Couço cantou “Grandola Vila Morena” às janelas (Com Vídeo)

25 Abril 2020, 20:15 Não Por João Dinis

A vila do Couço, vive por estes dias recordações e pedaços importantes da sua história, e da história de Portugal, celebrando a liberdade de todos aqueles que até há 46 anos atrás viviam reprimidos e a lutar dia-a-dia pela sua liberdade, conquistada no 25 de Abril de 1974.

Este ano, as celebrações e manifestações foram confinadas e restritas, em virtude da pandemia do covid-19, mas ainda assim as autarquias não quiseram deixar de assinalar a data da nossa liberdade, que nos permite agora estar aqui diariamente a noticiar o que acontece na nossa região, e desse modo, a Junta de Freguesia do Couço lançou o desafio aos seus cidadãos para que viessem à janela entoar o “Grândola Vila Morena”.

Mais ou menos afinados, foram vários os habitantes da vila do Couço, dos mais novos aos mais velhos, acompanhados pela Presidente da Junta de Freguesia do Couço, Ortelinda Graça, fizeram ouvir a célebre canção que é um dos símbolos da revolução de Abril, composta por Zeca Afonso e que foi escolhida pelo Movimento das Forças Armadas  para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos e aquela que marcou o arranque de todo o dia de libertação de Portugal das amarras da ditadura em que se encontrava mergulhada.

Nos mais velhos notava-se a alegria pelos momentos que viveram e os que vivem, que permitem agora a liberdade de todos nós, mas sobretudo dos mais novos, que não sentiram na pele as amarguras dos tempos anteriores ao 25 de Abril.