Estado de Emergência termina a 2 de Maio mas Presidente da República continua a pedir contenção

Estado de Emergência termina a 2 de Maio mas Presidente da República continua a pedir contenção

28 Abril 2020, 13:43 Não Por Redacção

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou esta terça-feira, 28 de Abril, que o estado de emergência terminará a 2 de Maio, e não será renovado, pedindo ainda contenção aos portugueses, de modo a prosseguir em bom rumo no combate ao covid-19.

Este anúncio surgiu depois do Presidente da República ouvir no Infarmed peritos da saúde e políticos, tendo ainda assim deixado uma mensagem bem clara, “o fim do estado de emergência não é o fim do surto, não é o fim da necessidade de controlo, não é o fim da necessidade dos portugueses prosseguirem num esforço muito cívico que é o perceberem que depende deles a evolução desse surto.”

Com o fim do estado de emergência, entramos numa terceira fase em que “todos os passos são acompanhados de controlo e contenção sob pena de se perder o que se ganhou até agora“, sublinha Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo Rebelo de Sousa salienta ainda que apesar do levantamento do estado de emergência pela meia-noite do dia 2 de Maio, “não há facilitismo. Por isso é que cada um dos pequenos passos vai ser avaliado, permanentemente, pelos especialistas e, depois, pelos políticos e, em função disso, o que for necessário fazer, será feito“, garante.

O Governo deverá anunciar nos próximos dias as novas medidas impostas, bem como se irá colocar o país em estado de calamidade, segundo estado menos grave nas medidas que impõe ao país.