Estado do Posto da GNR de Coruche leva Câmara de Coruche a pedir esclarecimentos ao Ministério da Administração Interna

23 Janeiro 2020, 15:37 Não Por João Dinis

A Câmara Municipal de Coruche, solicitou junto do Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Antero Luís, o agendamento de uma reunião, de modo a que o município veja esclarecida a questão das obras do Posto da Guarda Nacional Republicana de Coruche.

Após as declarações de Antero Luís, quando questionado pela deputada Mara Lagriminha (PS), na audição do Ministério da Administração Interna no Parlamento aquando da discussão orçamental, este anunciou que está prevista a inauguração do posto de Coruche para 2022, sem que no entanto tivesse anunciado o estado em que se encontra a obra, ou quando a mesma irá arrancar.

Para Francisco Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Coruche, esta situação é bastante grave, pois para além de se estar muito para lá do prazo temporal de inicio previsto para o arranque das obras, existe ainda a questão do posto se continuar a degradar, colocando em causa mesmo o trabalho desenvolvido pelos militares da Guarda Nacional Republicana, situação que para este é bastante grave.

Ainda que tenha existido uma alteração ao projecto inicialmente previsto, com as obras a estenderem-se também nas acomodações dos militares, começam a ser poucas as justificações que se possam aceitar para este atraso de mais de um ano para o arranque das obras.

A preocupação foi igualmente demonstrada por todos os vereadores das bancadas da oposição do município de Coruche, da CDU e do PSD, que pretendem ver a situação das obras do Posto da GNR de Coruche efectivada.