Fia a Prumo – As vaquinhas da academia

19 Setembro 2019, 20:22 Não Por Redacção

Ai credo que agora é que rebenta a bomba!

Não vão comer mais carne da vaca os meninos/doutores da Bela do Mondego.

Não vão porque um tal reitor acolitado por um tal presidente da associação dos meninos/doutores não deixam.

Gritam, alto e grosso: estamos com o ambiente em baixo e já, mesmo já, temos que atacar a questão.

Vaca, bufa, vaca peida, e os ditos gazes tem um efeito letal na humanidade…

Acabe -se então com a raça das ditas de carne, porque das “outras” nem Santo Inácio vai conseguir mesmo que queira.

Foquemo-nos: abaixo o vacum de quatro patas. O de duas pode continuar.

E continuar a lixar (fazer lixo) no espaço publico Coimbrão com lataria, plásticos, e tudo o mais que á queima diga respeito.

Que se embebedem as almas porque o álcool purifica e lá, no paraíso, quere-se gente pura.

Enquanto se discute as de “quatro” e os seus malefícios, que nos esqueçamos todos que o combustível fóssil continua a subir e consumir-se sem dó, nem sequer piedade.

Que o famigerado plástico que serve de “alimento” e prisão aos peixinhos, vai de vento em popa, mar afora, que é o destino de toda a merda que o homem faz.

Que as grandes cidades se tornaram irrespiráveis.

Que os fogachos lavram aqui e ali sem rei nem rroque.

Quem PAGARÀ a estes “distraidores” do “Povo unido? “