Fio a Prumo – A “beata” elevada à categoria de có-có de canídeo

4 Setembro 2019, 0:00 Não Por Redacção

Ambas estão no patamar civilizacional da porcaria coimável.
Cachorrinho caga na rua? Coima-se o (como direi ?) “pai”, “tio”, “avô” do bicho.
Ser Humano com “idade” para fumos, arremessa “Beata” para o chão? Coima-se o dito.
Como depressa se civiliza um povo.  Andaram os nossos maiores séculos atrás de século na busca de o conseguir e nada. Bastou, a uns iluminados, uns poucos momentos de “reflexão” e a lei saiu á rua.
Vamos entrar numa nova era de limpeza que nos conduzirá a céus prometidos.
Já agora e por limpezas!
E aqueles alimpadores que costumam varrer os lixos para debaixo da “carpete”? Sim carpete, de preferência azul. E que tenha custado assim uns 3 milhares? É outra estória que eu vi por aí escrita e não desmentida.
Arrecada-se receita via “coima” de “beata” para investimentos de largo alcance?
Há coisas confusas que de repente ficam entendíveis. Governar é prever. Nem que seja ao nível do lixo coimável.