Fio a Prumo <> Causas

10 Dezembro 2019, 10:38 Não Por Redacção

Já todos mais ou menos por lá passamos

Pelas causas.

Na idade propícia em que lutar é a palavra-chave.

Luta se por tudo e por nada.

Das coisas mais comezinhas às grandes.

Em grupos restritos ou em multidões arregimentadas.

Vive-se para a causa.

Aquela, a que nos empolga a alma e o corpo.

O dia-a-dia, para não dizer o dia e a noite e a madrugada, são uma causa pegada.

Discute-se, e das discussões saem as lideranças.

O Líder é a causa em figura de gente.

Seguimo-lo sem qualquer dúvida ou sequer réstia dela.

Sentimo-nos bem a lutar, a levar bem alto a bandeira (ou o cartaz).

Somos irmão dos outros irmãos de empenho e desempenho.

Constituímos uma força brutal que vai mudar a coisa.

A coisa é o chamado Mundo.

Mudar para que todos os Homens sejam felizes e a coisa mais belo.

E andamos por lá até que um dia o nosso acordar não é igual.

Pensamos um bocadinho, porque não perdemos essa capacidade, e PUM!

-“Afinal o que andamos aqui a fazer” ?

E pronto apaga-se a chama e ficamos iguais aos outros Homens que já passaram por lá.

Iguaizinhos, como quando nascemos nus e com o destino igual quando morremos.

Afinal, o Mundo é uma passagem.

Parece não haver dúvidas nenhumas.

Que cada um passe como puder. Não há mais nada a fazer.

A causa do nascimento antecede a causa da morte.

Princípio e fim.

Das Causas…