Fio a Prumo <> Num riscar de fósforo

23 Dezembro 2019, 14:17 Não Por Redacção

“De besta a bestial ou, vice-versa dum pé pra mão.”

“Ainda agora era Pedro e já é Paulo.”

“Treinador que ganha, ganha!”

“Treinador que perde, tá lixado.”

As voltas, reviravoltas e contravolta da vida airada.

O modo como medimos a nossa existência é num espaço de riscar um fósforo?

Não há “projectos de futuro” porque ninguém sabe dele.

Haverá, quanto muito “projectos de projectos”

A incógnita que comanda a vida é indomável!

E o que não dominámos não nos serve para nada.

Se o Homem parasse para pensar em vez de correr atrás de não se sabe o quê, teria um comportamento mais racional com beneficio para todos?

Ou isto não é nada assim e arrisco me a “riscar fósforos” até ao fim.