Funcionária de supermercado barbaramente agredida por clientes que se recusaram a pagar compras em Benavente

20 Outubro 2020, 13:17 Não Por João Dinis

Uma funcionária do supermercado ‘Mini Preço’ de Benavente, foi este domingo, 18 de Outubro, barbaramente agredida, alegadamente por uma família de etnia cigana, que está já identificada pelas autoridades, depois de confrontar os clientes que teriam que pagar alguns artigos que consumiram no interior do estabelecimento.

De acordo com o que o Notícias do Sorraia apurou, um casal acompanhado de dois filhos menores ter-se-á deslocado ao supermercado, cerca das 17.30 horas, e durante as compras foram consumindo alguns bens, nomeadamente chocolates e bolos, espalhando as embalagens vazias pelo espaço.
Ao chegar à caixa, a funcionária, avisada pelo segurança que lhe fez chegar as embalagens, avisou a mulher que teria que pagar os bens que consumiram no interior, facto que esta prontamente negou, ameaçando a jovem, que foi agredida com o separador das compras.

Num gesto de auto-defesa a funcionária terá também atingido a mulher com uma embalagem, gerando-se uma enorme confusão, com o segurança do estabelecimento a tentar retirar a jovem do local, colocando-a numa área reservada aos funcionários.

Ao aperceber-se que a mulher se encontrava fechada num espaço de escritório, a agressora desloca-se ao exterior do estabelecimento onde se encontrava o marido, e munida de uma ferramenta agrícola, que terá ido buscar ao carro, começou a disferir diversos golpes na porta, conseguindo depois atingir a funcionária, provocando-lhe ferimentos graves, sobretudo na cabeça, onde lhe arrancou manchas de cabelo, um corte na orelha e várias escoriações um pouco por todo o corpo.

A Guarda Nacional Republicana terá chegado ao local cerca de 30 minutos depois, por volta das 18.20 horas, alertada pelo segurança e por clientes que se encontravam no espaço, sendo que a funcionária foi socorrida pelos Bombeiros Voluntários de Benavente, que a transportaram ao Hospital de Vila Franca de Xira, onde foi atendida com ferimentos considerados graves.

O Notícias do Sorraia contactou a loja do ‘Mini Preço’ de Benavente, que para já, se escusou a comentar o assunto, confirmando a ocorrência da situação, estando agora a acompanhar o estado de saúde da sua funcionária.

Segundo conseguimos apurar, a funcionária estará a reunir toda a documentação, de modo a que possa formalizar uma queixa junto da Guarda Nacional Republicana, que segundo sabe o Notícias do Sorraia já visionou as imagens do sistema de videovigilância do estabelecimento.

Recorde-se que em Benavente, nos últimos meses têm sido frequentes as ocorrências que envolvem diversas famílias da comunidade cigana recentemente chegada à vila, onde adquirem alguns imóveis, provocando distúrbios e agredindo proprietários e funcionários de estabelecimentos comerciais.