GNR com ‘Taxa Zero’ para retirar álcool das estradas

6 Agosto 2019, 20:33 Não Por Redacção

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza uma operação de fiscalização intensiva da condução sob efeito do álcool, até ao próximo dia 13 de Agosto, orientando as suas acções para promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e diminuir a sinistralidade rodoviária grave.

Estas acções de índole preventiva reflectem o esforço da Guarda para o decréscimo dos valores associados a este flagelo, menos acidentes e menos vítimas.

A GNR, em 2018, detectou 9 647 crimes de condução sob a influência de álcool e registou 14 947 acidentes em que os condutores intervenientes apresentaram uma taxa de álcool no sangue superior a 0,50 g/l, e destes, 6 825 tinham uma taxa crime. 

Em 2019, no período de 1 de Janeiro a 31 de Julho, a GNR detectou 15 822 condutores com excesso de álcool, dos quais 6 261 apresentavam uma taxa crime. 

Segundo o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, uma em cada três vítimas mortais em acidente de viação conduzia com uma taxa de álcool no sangue superior ao permitido por Lei. 

Perante estes números, a GNR, através de militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, irá continuar a intensificar acções de fiscalização no âmbito da condução sob a influência do álcool, no sentido de reduzir o número de vítimas nas estradas.