GNR vigia fugas ao isolamento com diversas operações (Com Fotos)

GNR vigia fugas ao isolamento com diversas operações (Com Fotos)

9 Abril 2020, 21:05 Não Por João Dinis

A Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento Territorial de Coruche, que coordena os postos territoriais de Coruche, Couço, Salvaterra de Magos, Marinhais, Benavente e Samora Correia, tem realizado e irá continuar a realizar diversas acções de vigilância, evitando assim as fugas ao isolamento e incumprimento das normas impostas pelo Estado de Emergência em que nos encontramos.

Chefiados pelo Capitão Morais, os militares da Guarda Nacional Republicana, realizam não só vigilância aos estabelecimentos comerciais, como patrulhamento às vilas, dando agora especial destaque às operações de trânsito, de modo a evitar deslocações desnecessárias das pessoas, que podem colocar a sua saúde em risco.

Nos últimos dias têm sido diversas as operações realizadas, em diversos pontos do Vale do Sorraia, como aquelas que acompanhamos nas Estradas Nacionais 118 e 119, na zona da Rotunda do Infantado e na rotunda do Auto-Estrada 13 em Benavente, onde os militares abordavam os condutores de modo a perceber se estes se deslocavam por necessidade ou motivo válido, ou se era uma viagem de recreio.

Durante as duas operações que o Notícias do Sorraia acompanhou, foi notório que cada vez mais os automobilistas se encontram informados, muitos deles munidos das declarações da entidade patronal, que justificam as viagens entre casa e o trabalho.

Além de terem detectado um ou outro condutor que possa não tinha todos os documentos necessários à prática da condução, como são os casos da carta de condução ou seguro da viatura, nestas duas operações não foram detectadas falhas graves ao isolamento e afastamento social a que o estado de emergência nos obriga.

Mais que um papel repressivo a Guarda Nacional Republicana pretende ter um papel pedagógico e de consciencialização dos cidadãos, como em dois dos casos que presenciamos, com os militares a realizarem também algum trabalho psicológico, sobretudo junto de uma senhora que perdeu recentemente o marido, que viajava com uma familiar, e que ao encontrar nesta operação um militar seu conhecido procurou algumas palavras de conforto junto deste ou de dois senhores com mais de 75 anos, que justificaram a sua saída de casa com uma ida à farmácia, tendo a militar que os abordou informado de todas as medidas que têm ao seu dispor, podendo ligar para o serviço de protecção civil da sua área de residência que lhe fará chegar os medicamentos que necessitem, evitando assim a saída de casa, sobretudo para pessoas em idade de risco.

De acordo com o Capitão Morais, estas acções têm decorrido dentro da normalidade, não existindo registo, para já, de alguma situação em que tenha sido necessária uma intervenção mais musculada.
Também as acções que a GNR desenvolve junto dos estabelecimentos comerciais têm sido bem-sucedidas, com os proprietários e clientes a acatarem as ordens dos militares, encerrando os estabelecimentos ou adaptando as condições a takeaway, único sistema de venda permitido durante o estado de emergência.