Grupo Amorim financia investigação para acelerar desenvolvimento do sobreiro

Grupo Amorim financia investigação para acelerar desenvolvimento do sobreiro

6 Janeiro 2020, 11:28 Não Por João Dinis

O Grupo Amorim, que este ano comemora 150 anos, irá financiar um projecto de investigação, que visa melhorar as condições de rentabilidade dos sobreiros, encurtando o ciclo de produção de cortiça, que demora cerca de 25 anos até atingir a maturidade de tiragem e aumentar o número de sobreiros por hectare, que actualmente se situam nos 60 a 70 árvores.

Este projecto irá ser desenvolvido por cientistas e núcleos de investigação portugueses, com os quais o Grupo Amorim trabalha regularmente em diversas áreas de investigação, estando inserido nas actividades comemorativas do grupo, que é líder no sector da cortiça em Portugal.

Com esta intervenção científica, é pretensão do Grupo Amorim, encurtar para um período de 10 anos a maturidade da cortiça, cerca de um terço do tempo actual, tornando assim a cortiça um producto ainda mais rentável e apetecível aos investidores.

Saliente-se que em Coruche, que é um dos maiores concelhos produtores de cortiça, o Grupo Amorim tem uma das suas maiores unidades fabris, onde emprega mais de 500 pessoas.