Homem com pulseira electrónica após reincidência de violência doméstica em Marinhais

Homem com pulseira electrónica após reincidência de violência doméstica em Marinhais

14 Maio 2020, 17:44 Não Por João Dinis

O Tribunal Judicial de Santarém aplicou a monitorização através de pulseira electrónica, como medida de coação de proibição de contacto com vítima, a um homem de 62 anos, residente em Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, depois deste ser reincidente na prática do crime de violência doméstica, que praticava sobre a esposa.

De acordo com o Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), da Guarda Nacional Republicana (GNR), que levou a efeito uma acção na passada terça-feira,12 de Maio, “no âmbito da investigação do crime de violência doméstica, foi possível apurar que o suspeito, apesar de estar a cumprir pena suspensa pelo mesmo tipo de crime, terá continuado a infligir violência psicológica sobre a sua esposa, de 60 anos”, sendo que a GNR conseguiu apurar que, “o suspeito ameaçava a vítima de morte, constantemente, chegando mesmo a ameaçar que iria explodir a habitação, ondem ambos residiam, no mês de Abril, o que culminou no cumprimento de um mandado de detenção devido ao perigo de continuidade da violência praticada.”

Após esta acção da GNR o detido foi presente ao Tribunal Judicial de Santarém, que lhe aplicou a respectiva medida de coação, prosseguindo agora o processo os trâmites legais.

Fotografia: Direitos Reservados / Ilustrativa