Homem dos Foros de Salvaterra não morreu da infecção de covid-19

9 Abril 2020, 14:20 Não Por João Dinis

O homem residente na Várzea Fresca, freguesia de Foros de Salvaterra, com 73 anos de idade, cuja sua filha é uma das trabalhadoras da Sugalidal que se encontram infectada, que esta quarta-feira, 8 de Abril, faleceu no Hospital Distrital de Santarém não morreu pela infecção de covid-19 que lhe havia sido detectada.

De acordo com o Presidente da União de Freguesias de Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra, Manuel Bolieiro, o senhor havia sofrido um AVC anteriormente, do qual teve uma repetição, que lhe agravou de sobremaneira o seu estado de saúde, levando ao seu internamento na unidade hospitalar.
Segundo a fonte por nós contactada, o relatório médico aponta como causas da morte as complicações no estado de saúde no homem, nunca se referindo à infecção do covid-19 como a causa da morte, pelo que é falso contabilizar-se esta morte como a primeira no Vale do Sorraia pela pandemia.

Este esclarecimento visa sobretudo acalmar a população de Salvaterra de Magos, que deste ontem à noite se encontrava sobressaltada, depois de nas redes sociais ter sido colocada a correr uma mensagem de que esta seria a primeira fatalidade no Vale do Sorraia, motivada pela infecção da pandemia de covid-19.

Ainda assim, as cerimónias fúnebres vão realizar-se com todas as restrições, cumprindo a lei do estado de emergência.


Fotografia: Direitos Reservados