Mais de 75% dos alunos da Escola Secundária faltaram hoje às aulas. Autarquia pede encerramento do estabelecimento de ensino

Mais de 75% dos alunos da Escola Secundária faltaram hoje às aulas. Autarquia pede encerramento do estabelecimento de ensino

12 Março 2020, 18:16 Não Por João Dinis

A Escola Secundária de Coruche, onde foi já registado um caso confirmado de Covid-19, esteve esta quinta-feira, 12 de Março, em funcionamento, ainda que tenham faltado às mais de 75% dos seus alunos, face ao receio de contágio atendendo ao número de casos existentes no concelho e face à preocupação generalizada da comunidade educativa.

Muitas das turmas tiveram somente 4 a 6 alunos em saula de aula, com os professores a optarem por não leccionar matéria, realizando outras actividades, de acordo com o que o Notícias do Sorraia apurou junto de alguns encarregados de educação.

A Câmara Municipal de Coruche emitiu na tarde desta quinta-feira, um comunicado onde refere que solicitou ao Delegado Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Dr. Mário Durval, o encerramento do estabelecimento de ensino.

A Câmara Municipal de Coruche reiterou hoje, junto das entidades da saúde e da educação, as suas preocupações sobre a falta de informação relativa ao eventual encerramento das escolas, pelo que remeteu e-mail ao Delegado Regional de Saúde, com conhecimento do Secretário de Estado da Educação, do Secretário de Estado da Saúde, da Direção Geral de Saúde e da DGESTE, a apelar para que decrete excecionalmente o encerramento temporário da Escola Secundária de Coruche, como medida preventiva e de conforto para a comunidade educativa local, de modo a reforçar a estabilidade social e a minimizar a propagação do surto epidemiológico COVID-19”, informa o município, que esclarece ainda que, “estando ao lado da população e comunidade educativa, não tem competências próprias para o encerramento dos estabelecimentos de ensino, pelo que para o efeito deverão ser respeitadas as diretivas da Direção Geral de Saúde.”

Na missiva enviada ao Delegado Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, o Município de Coruche salienta que “no concelho de Coruche, com foco de contágio numa empresa local, que já se repercutiu no contágio de uma aluna do 8º A da Escola Secundária de Coruche e na sequência da reunião da Comissão Restrita da Proteção Civil realizada, no dia 11 de março, nos Paços do Concelho, o Município de Coruche definiu um conjunto de medidas e recomendações para o controlo do COVID-19, emanado em comunicado.”

Após reunião com a Directora do Agrupamento de Escolas de Coruche, professora Isabel Cordeiro, “a qual manifestou a sua elevada preocupação com a situação existente na Escola Secundária de Coruche, apesar dos esclarecimentos e medidas adotadas, na sequência da reunião realizada com V. Ex.ª nessa manhã na mesma escola”, acrescentando o facto importante de que “no dia de hoje, menos de um terço dos alunos estão a frequentar as nossas escolas face ao receio de contágio, atendendo ao número de casos existentes no concelho e face à preocupação generalizada da comunidade educativa.”

“O Município de Coruche está totalmente empenhado em assegurar a saúde e a protecção, a todos os níveis, da população coruchense, e a colaborar com as entidades competentes, tendo a consciência da necessidade de prevenir o alastramento desta pandemia”, apelando então, para que o Delegado de Saúde do distrito de Santarém, e considerando o exposto pelo município e a situação que se vive em Coruche, “apela veemente que V. Ex.ª decrete excepcionalmente o encerramento temporário da Escola Secundária de Coruche, como medida preventiva e de conforto para a comunidade educativa local, de modo a reforçar a estabilidade social e a minimizar a propagação do surto epidemiológico COVID-19”.