Menino de Marinhais luta contra tumor maligno e família pede ajuda para o tratamento. Onda de solidariedade em torno de Tomás Leal

2 Outubro 2019, 17:17 Não Por João Dinis

Um menino de Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, sofre de um Osteossarcoma, tumor ósseo maligno, que se manifesta sobretudo em crianças, aquando da sua fase de crescimento e que neste caso se encontra alojado na tíbia da criança de 3 anos de idade, que tem agora um longo processo de tratamento, sobretudo na Clínica Navarra, em Pamplona, Espanha, que tem um custo estimado de cerca de 100 mil euros, que a família tenta agora angariar, contando para isso com a solidariedade de todos.

Tomás é o segundo filho da família Leal, que vive em Marinhais, e que há 3 anos atrás viveu um caso semelhante com a sua filha mais velha, o que faz com que agora venham pedir a ajuda de todos. Na altura, entre familiares e amigos, a família conseguiu os 90 mil euros necessários ao tratamento da Marta, mas agora somente 3 anos depois, a família teve que buscar ajuda, comenta ao Notícias do Sorraia fonte próxima da família de Marinhais.

Neste momento, decorrem já inúmeras iniciativas de solidariedade, para que se angariem os cerca de 100 mil euros necessários ao tratamento do Tomás, na Clínica Navarra, em Pamplona, sendo que foi também aberta uma conta para receber os donativos, através do IBAN PT50003507050001381480041.

O Tomás irá estar esta semana no IPO de Lisboa, onde efectuará os primeiros tratamentos, viajando para Espanha no fim-de-semana, onde terá a primeira observação, de modo a que possa iniciar o processo de tratamentos, que será longo.

Neste momento estão já programadas diversas acções de solidariedade para como Tomás Leal, entre elas algumas rifas de pessoas e entidades locais, o Grupo Desportivo da Glória do Ribatejo a doar 1 euro por cada bilhete vendido no jogo deste sábado frente ao Coruchense e uma festa solidária no dia 12 de Outubro, na Várzea Fresca, concelho de Salvaterra de Magos.


Fotografia: Direitos Reservados