PSP deteve dupla que clonava cartões multibanco. Suspeitos podem ter actuado nos concelhos de Salvaterra de Magos e Benavente

30 Setembro 2019, 20:31 Não Por João Dinis

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), através da Divisão de Investigação Criminal, deteve dois homens, com 25 e 32 anos de idade, por suspeita da prática de crime de Falsidade informática, Burla informática e Contrafação de Moeda/Título Equiparado, nomeadamente a clonagem de cartões multibanco.

De acordo com a PSP, ‘os suspeitos vinham-se a dedicar a este tipo de ilícito com recurso a uma viatura de apoio e fuga já referenciada na PSP, a qual foi vista a circular em Lisboa, tendo de imediato os Polícias envidado esforços no sentido de a localizar’, sendo que momentos depois do avistamento, os suspeitos dirigiram-se a uma caixa multibanco de uma zona movimentada da cidade de Lisboa. Posteriormente os dois suspeitos foram vistos pelos elementos da PSP, numa esplanada a monotorizar o referido equipamento.

Momentos depois,‘um dos suspeitos, sob a vigilância do outro, deslocou-se à referida caixa ATM de onde retirou um dispositivo artesanal de captação e armazenamento de vídeo, bem como um outro inserido na ranhura de entrada/saída de cartões bancários utilizado para copiar os dados do referido cartão, acção técnica conhecida como Skimming nos meandros do crime. Foi neste momento surpreendido e detido pelos Polícias da PSP, tendo o outro suspeito procurado abrigo no interior de um estabelecimento de restauração e bebidas, mas acabando também por ser detido’, informa a PSP em comunicado onde dá conta do desenrolar da operação.

A PSP apreendeu aos suspeitos, além da viatura, dispositivos artesanais de captação de vídeo, com duas baterias e respectivos Cartões de Memória, 3 Dispositivos artesanais de clonagem/leitura de banda magnética de cartão bancário (Skimmers), 20 cartões de banda/chip suspeitamente clonados, 2 telemóveis, 140 euros em numerário, 1 computador Portátil, 1 dispositivo artesanal USB, 1 rolo de fita-cola dupla face, 1 dispositivo via verde, 1 Chave de Residência e vários documentos e papéis correlacionados com a actividade delituosa.

A PSP informa ainda, que estes indivíduos são oriundos do leste da Europa, pertencem a uma rede organizada que através destes dispositivos copiam os dados constantes nas bandas de cartões bancários (débito e crédito), gravando o Código Pin dos mesmos para, seguidamente, com recurso a cartões contrafeitos, proceder a levantamentos bancários e transacções comerciais com os mesmos como se de fidedignos/originais se tratassem, lesando as pessoas em elevadas quantias monetárias face à discrição e tecnicidade da sua metodologia de trabalho, não raras vezes sinalizada pelos lesados vários dias depois.

Estes suspeitos, podem ter actuado no concelho de Salvaterra de Magos, onde houve denúncias da prática deste crime, nomeadamente nas caixas multibanco localizadas em Muge e Marinhais, bem como no Porto Alto, continuando agora as autoridades a investigar os delitos cometidos pelos meliantes.
Recorde-se que no início do mês de Setembro, a Guarda Nacional Republicana da região recebeu dezenas de queixas relacionadas com a clonagem de cartões e débitos indevidos das contas dos queixosos.

Os detidos mencionados, foram presentes ao Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa – Juízo de Instrução Lisboa, para primeiro interrogatório judicial,tendo-lhes sido aplicada a medida de coacção de Prisão Preventiva, onde vão ficar a aguardar o desenrolar do processo.