‘Queremos passar uma mensagem de alegria e esperança e que as pessoas olhem para o comércio local como um importante factor de desenvolvimento económico’, salienta Presidente da Câmara de Salvaterra na inauguração da Exposição de Natal (Com Fotos e Vídeo)

8 Dezembro 2019, 3:17 Não Por João Dinis

O Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, recebeu este sábado a inauguração da exposição ‘A Viagem do Rodolfo’, em que artesãos locais, comerciantes e instituição de cariz social, realizaram peças alusivas ao tema da viagem da famosa rena do Pai Natal, com peças natalícias a representar todos os continentes.

A mostra ficará patente até aos primeiros dias de Janeiro, no magnífico cenário do Cais da Vala, e nela os visitantes podem apreciar muitas obras de arte, bem como algumas peças realizadas com materiais recicláveis.

O Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Esménio, demonstrou-se contente com o resultado da exposição, ‘é com muita satisfação que estamos aqui hoje na inauguração desta exposição da ‘Viagem do Rodolfo’, com trabalhos extraordinários dos nossos artesãos e também de muitos dos nossos comerciantes’, salientando que, ‘esta exposição é também o emblema das próprias comemorações, desta agenda cultural que organizados com os comerciantes, com as IPSS e com as associações, para este mês de Dezembro, animando por um lado culturalmente o concelho, com espectáculos e teatros infantis para as crianças e para as famílias, com concertos, com animação de rua, a iluminação de Natal, Presépios espalhados um pouco por todo o concelho…’, aproveitando a ocasião para passar uma ‘mensagem de alegria e de esperança, porque temos que ajudar também para que as pessoas olhem para o comércio local e tradicional como um importante factor de desenvolvimento económico de cada um dos concelhos, porque eles são muitas vezes empresários, players que estão no terreno, são dos concelhos, ou trabalham nos concelhos onde habitam, gerando emprego e dinâmica económica, e é por isso que nós a par de toda esta animação cultural, lúdica e de promoção de um ambiente familiar muito agradável, também temos um projecto que são as ‘Montras de Natal’, em que os comerciantes participam, alindando as nossas ruas através da decoração das montras que fazem, e ao mesmo tempo custeamos um projecto em que os comerciantes atribuem aos seus clientes senhas de participação num sorteio que irá ser realizado por altura dos Reis, em que nós damos vales de compras a quem fez as suas compras no comércio local de Salvaterra de Magos, sendo a Câmara a suportar o custo desses vales de compras, sendo também uma forma de chamar a atenção de todos nós para a importância que comércio local tem e de como seriam as nossas ruas se não houvesse comércio local… seria de facto uma tristeza.’

Questionado se esta era uma ocasião especial e diferente, para chamar à atenção das pessoas para o comércio local, Hélder Esménio referiu que o município a que preside realiza actividades ao longo do ano, ‘nós procuramos chamar à atenção para o concelho de Salvaterra de Magos, através de muitas actividades, o mês da Enguia, a Feira de Magos, as Jornadas de Cultura, desta campanha de Natal e do Comércio Local, porque o nosso objectivo é captar a atenção das pessoas para estes projectos, trazê-las até ao nosso território e se as conseguirmos trazer até cá, temos a oportunidade de lhes mostrar aquilo que temos, que fazemos e que somos e seguramente as pessoas acabarão agradadas por conhecer o nosso património ribeirinho, ou não, também da área da charneca… e ao conhecer o nosso património acabarão por seguramente por ver e estar em mostras gastronómicas, por irem até aos nossos restaurantes e estabelecimentos comerciais e isso é útil à economia e ao esforço que fazemos de promoção das nossas gentes, dos nossos artistas, dos nossos artesãos e isso é tudo, digamos, relevante na estratégia que temos desenvolvido para aumentar a visitação ao nosso concelho, o que temos conseguido ao longo destes anos, quintuplicando o número de visitantes que conseguimos já ter na Falcoaria Real’.

Após a inauguração da exposição, o auditório do Edifício do Cais da Vala, recebeu um concerto com músicas de Natal, interpretando por seis vozes, Diana Castro, Filipa Durão, Maria Morais Sarmento, Manuel Anjos, Gonçalo Castel-Branco e Luis Roquette, que interpretaram diversos temas alusivos à quadra natalícia.