Travessias do rio Sorraia com especial atenção nas operações de limpeza da praga de jacintos

5 Novembro 2019, 16:16 Não Por João Dinis

As operações da limpeza da praga de jacintos do rio Sorraia, vão agora incidir com maior influência nas zonas a montante das travessias do rio Sorraia, de modo a proteger as pontes e pontões que atravessam o rio, que com o acumulado de jacintos junto dos seus pilares poderiam ver ameaçada a segurança das estruturas.

Esta operação foi anunciada por Carlos Coutinho, esta segunda-feira, em reunião de Câmara do Município de Benavente, que salientou ainda o facto da limpeza à praga de jacintos ter que ser continuada, dando mesmo o exemplo de uma limpeza terminada no final de Agosto, na zona de Benavente, que cerca de um mês depois da conclusão dos trabalhos, começa novamente a ficar tapado de jacintos.

Carlos Coutinho anunciou ainda que a Câmara de Benavente, em coordenação com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) está a monitorizar o troço do rio Sorraia entre o Trejoito e a frente ribeirinha de Benavente, zona onde há maior incidência da praga.

De acordo com o Presidente do Município de Benavente, a zona que cria maior preocupação à APA é a zona do concelho de Coruche, pois é ai que existe maior incidência da praga, o que leva a que existam trabalhos reforçados na zona, de modo a tentar controlar a proliferação dos jacintos de água.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Benavente, terá que haver um projecto a curto prazo para o tratamento da praga.