População de Mora exige que se investigue propagação da Covid-19 na freguesia

População de Mora exige que se investigue propagação da Covid-19 na freguesia

19 Agosto 2020, 16:47 Não Por João Dinis

A população de Mora, que desde o dia 9 de Agosto vive num verdadeiro sobressalto com a pandemia da Covid-19, depois de ali ter sido detectado um surto entre a comunidade, exige que seja investigada a propagação da Covid-19 entre os habitantes da freguesia.

Com a pandemia a afectar para já, cerca de meia centena de pessoas, 48 até às 14 horas desta quarta-feira, sendo que 5 das pessoas afectadas se encontram internadas, a população está revoltada com toda a situação, sobretudo por suspeitar que a doença poderá ter sido trazida para a localidade por um comportamento negligente de um casal, conforme o Notícias do Sorraia noticiou anteriormente.

Alguns dos habitantes de Mora com quem falamos esta quarta-feira, referiram-nos que era importante que se apurassem todas as responsabilidades, uma vez que se houve de facto um comportamento negligente por parte de um casal, que apesar de residente na localidade tinha estado em Espanha anteriormente e que a senhora terá começado a sentir alguns sintomas que ignorou, continuando a frequentar espaços públicos, sobretudo dois cafés e um restaurante, pode constituir crime de propagação de doença contagiosa, que pode mesmo dar pena de prisão de 1 a 5 anos e multa de 100 a 150 dias.

Também o Presidente da autarquia, Luís Simão Matos, nos referiu que está ao lado da população da reivindicação, ainda que não tenha nenhuma informação oficial, mencionando que “aquilo que me tem chegado também é o que se tem falado na comunidade, e partilho dessa opinião, se houver alguém que procedeu menos bem, que se apure a responsabilidade e sofram as consequências”, mas que se “essa situação não se verificar, então não tem que se culpabilizar ninguém e têm é que se resolver a questão e resolver este problema que de facto é extremamente grave o que se está a passar em Mora.”